Trombocitemia essencial

É uma doença proliferativa da medula caracterizada por
Plaquetose persistente
Presença da mutação do JAK2 ou outra anormalidade molecular
Ausência de outra etiologia para plaquetose

Os sintomas mais frequentes são:
Parestesias de mãos e pés (formigamentos)
dor de cabeça, tontura e zumbido
derrame, angina
Sangramento
baço aumentado
Fadiga, fraqueza mal estar

Para realizar o diagnóstico o principal é excluir uma causa da plaquetose, que pode ser secundária a outra doença. Por isso é importante a avaliação médica.
Nem todo mundo necessita de tratamento para baixar o número das plaquetas de imediato. Algumas pessoas podem ficar com antiagregante plaquetário (drogas como a aspirina) que diminuem a função da plaqueta.

O JAK 2 é positivo em 60% dos casos e isso pode ser uma das “causas” porém não sabemos porque algumas pessoas desenvolvem aumento da produção das células que produzem as plaquetas na medula óssea.

O tratamento é feito com hidroxiuréia ou anagrelide, que diminuem a contagem de plaquetas a um nível normal diminuindo o risco de trombose e ainda estão em estudos as drogas inibidoras da JAK 2.

Publicado por Fernanda Santos

Médica hematologista, formada pela Faculdade de Medicina da USP em 1999, Residência em Clinica Médica de 2000 a 2002, Residência em Hematologia e Hemoterapia de 2002 a 2004.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: