Plaquetas Altas – quando investigar?

O aumento no número de plaquetas, aparece em um hemograma de rotina e é definido quando a plaqueta está acima de 450 mil/mm³, em adultos.

Se ela persistir elevada pode ser necessário investigar.

Conhecida como plaquetose ou trombocitose, pode acontecer devido a doenças ou causas benignas como exercício intenso, trabalho de parto, altitude elevada, tabagismo, estresse ou uso de adrenalina.

As principais doenças que apresentam trombocitose são:

  • Anemia hemolítica
  • Anemia ferropriva
  • Síndromes Mieloproliferativas, como Trombocitemia essencial, Policitemia Vera e Mielofibrose
  • Sarcoidose
  • Leucemia
  • Hemorragia aguda
  • Após retirada do baço
  • Neoplasias
  • Colite ulcerativa
  • Cirurgias

O tratamento vai depender da causa e nem sempre será necessário. Quando as plaquetas estão acima de 1 milhão, o risco de trombose é elevado e o uso de antiagregante pode ser indicado.

Contagem acima de 1milhão e meio de plaquetas podem apresentar risco de sangramento devido a presença de doença de Von Willebrand adquirido.

Para baixar o número de plaquetas temos medicamentos como hidroxiureia e anagrelide, além de trombocitoaférese (retirada da plaqueta através de uma máquina) que estão indicados em contextos clínicos especificos.

Não temos alimentos que baixam as plaquetas, somente aqueles que inibem sua função, como alho, gengibre, canela e curcuma.

Plaquetas Altas – quando investigar?

Publicado por Fernanda Santos

Médica hematologista, formada pela Faculdade de Medicina da USP em 1999, Residência em Clinica Médica de 2000 a 2002, Residência em Hematologia e Hemoterapia de 2002 a 2004.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: